Neuziana de Jhon Douglas

“Neuziana, diz quer quer casar comigo,

mas não sabe do perigo,

que tem lá na Amazônia.

Lá tem mato!

Tem vida pura, calma e água fresca.

Sem os vícios da modernidade pra cabeça,

que o perigo é não voltar e ficar lá.

Eu falo assim, que eu sou do mato,

que eu tenho uma vida mansa.

De pé descalço, banho de rio,

chupando manga.

Que o mundo é diferente

para aquelas bandas de lá.

Aqui na Europa, é tudo lindo,

aqui tudo é de primeira.

Mas o glamour de ser artista

acho besteira.

Eu vou voltar pro mato

pra me desatualizar.”